Diabetes, Dieta Alimentar, imprensa, Medicina Natural

"12% da População Bracarense é diabética"

Publicação do Correio do Minho online, a 23 de Outubro de 2009:

ist1_8809378-diabetes“Doze por cento dos bracarenses tem diabetes, mesmo que uma parte significativa não saiba que sofre da patologia, nem tenha realizado qualquer rastreio. Esta prevalência é generalizada ao resto do país. Ou seja, 11,7% da população portuguesa tem diabetes, o que significa que mais de um milhão de portugueses sofre da doença.

Os dados ontem avançados ao ‘Correio do Minho’ por Zélia Lopes, responsável pelo 3.º Curso de Diabetes Mellitus na prática clínica — que decorreu durante todo o dia no Hospital de S. Marcos — indicam ainda que 23,2% da população nacional é pré-diabética.
A diabetes é causa de complicações, como doenças cardiovasculares, AVC, falência renal e, em casos mais graves, cegueira e amputações. Zélia Lopes diz que muitos diabéticos desconhecem que são portadores da doença, já que não apresentam sintomas. Nesses casos os resultados são validados através de um rastreio para o efeito.”

Grupos de Risco e Sintomas; Sobre a Diabetes e Patologias Relacionadas – Tratamento.

“Grupos de risco

Os grupos de risco, pessoas que tenham casos de doença na família e obesos, devem submeter-se ao rastreio já que, segundo a responsável, estão mais propensos à doença.
“A etnia cigana e cidadãos de raça negra devem também preocupar-se mais um pouco”, diz Zélia Lopes, justificando que algumas etnias apresentam também uma maior propensão à diabetes.
No que diz respeito aos factores de risco, Zélia Lopes insiste que a obesidade, a hipertensão, o colesterol são motivos que devem levar a pessoas e a submeterem-se ao rastreio.

Sintomas

A vontade de beber muita água (polidipsia), a vontade de urinar muitas vezes (poliúria), a vontade insaciável de comer (polifagia) são sinais que indicam uma possível diabetes.
Mas há outros: “alguns doentes apresentam impotência e não sabem porquê. Muitas vezes quando descobrem a origem, deparam-se já com uma alteração crónica da diabetes. Outros começam a ver mal e quando vão ao médico ficam a saber que é já uma manifestação da patologia”, diz Zélia Lopes.(…)

A primeira forma de tratar um diabético “é tentar ensinar-lhe uma vida saudável, com uma alimentação adequada, pobre em açúcar e gorduras. A alimentação saudável deve andar sempre aliada ao exercício físico. Não há nenhum medicamente que consiga actuar tanto quanto isto.” Para além destas práticas, alguns doentes têm de recorrer a fármacos e a insulina.” Autor: Paula Maia, Correio do Minho.

Sobre a Diabetes e Patologias Relacionadas

drmarcosPor António Marcos, Ph.D.

OBESIDADE-PROBLEMAS CARDIOVASCULARES-DIABETES-AUTOIMUNES

SÍNDROME METABÓLICA OU SÍNDROME X

1. >25% da população adulta dos EUA pensa-se sofrer, de acordo com a American Heart Association, de Síndrome Metabólica (SM). Isso significa 58 a 73 milhões de americanos.
Os dados são muito semelhantes para a Europa.
2. Esta SM está associada ao desenvolvimento de patologias como:
a) Obesidade
b) Tensão arterial elevada
c) Risco acrescido de AVC e ataque cardíaco (in Jounal of American Medical Association – 12/2003)
d) Diabetes tipo II (> 110mg/dl)
e) Triglicéridos elevados (>= 150mg/dl)
f) LDL elevado e HDL baixo( <40mg/dl)
g) Elevados níveis de ácido úrico
h) Quistos nos ovários (ovário poliquístico)
i) Menstruação irregular
j) Infertilidade
k) Tumores
l) Asma, alergias, doenças reumáticas, dores musculares e ósseas, psoríase, doença de Crohn, colite ulcerosa, enxaqueca, doenças autoimunes em geral.

O QUE É A SÍNDROME X?
1 – Há 60 anos no «The Lancet» era publicado um artigo do Dr. H. P. Himsworth que referia uma perturbação hormonal que ele denominava hiperinsulinemía hiperactiva crónica e resistência à insulina.
2 – A Sindrome X ou Metabólica foi assim apelidada pelo Prof. Dr. Gerald Raven, da Universidade de Stanford. Em 1988 ele apresentou o resultado de 20 anos de investigação sobre uma patologia crescente denominada resistência à insulina.
Ele descreve a SM da seguinte forma:
« A SM não é despoletada pela carne vermelha ou pela manteiga, mas sim pelos hidratos de carbono (hc).
Contudo estes hc são agressores inadvertidos.
Antes de entrar para a corrente sanguínea a nossa comida é fragmentada em diversos componentes no intestino. Uma dessas partes é a glicose obtida a partir dos hc. Uma vez tendo entrando nas nossas células, alguma dessa glicose é utilizada para dar energia às células, para que estas cumpram as suas tarefas. O resto é armazenado noutras células para uso posterior. Mas a glicose não flui simplesmente para as “células armazéns” . Em vez disso, ela deve ser guiada pela insulina, uma proteína segregada pelo pâncreas.»

RESISTÊNCIA À INSULINA E SINDROME X
Com o tempo, as células perdem a capacidade de utilizarem correctamente a insulina para converter glicose em energia. Este processo cria resistência à insulina, que pode causar SM em duas formas distintas:
1. A resistência à insulina reduz de forma drástica o número de receptores de insulina nas paredes das nossas células.
Com a “porta” das células praticamente fechada, a glicose permanece na corrente sanguínea, causando elevados níveis de açúcar no sangue, que são enviados para o fígado. Uma vez aqui, o açúcar é convertido em gordura e armazenado, via corrente sanguínea, por todo corpo. Este processo pode levar a ganho de peso e obesidade, factores chave do SM.
2. A segunda forma pela qual a resistência à insulina provoca a SM, é através do aumento da insulina na corrente sanguínea. Condições genéticas e estilos de vida pouco saudáveis levam a que o pâncreas produza demasiada insulina. As células são assediadas por este excesso de insulina e protegem-se do mesmo, reduzindo o número de receptores. A vasta redução de receptores de insulina, provoca uma quantidade enorme de insulina rejeitada na corrente sanguínea, criando condições que podem danificar o sistema cardiovascular e levar mesmo a um ataque cardíaco ou AVC.

O PROBLEMA – OBESIDADE – Talvez não seja dispiciendo lembrarmos aqui e agora que o número de obesos no mundo (mais industrializado), supera já o número de pessoas com fome.

ENQUANTO NÃO SE ASSUMIR TODA A VERDADE ACERCA DA DIMENSÃO DA SÍNDROME METABÓLICA, A LUTA TERAPÊUTICA CONTRA A OBESIDADE NÃO PASSARÁ DE UM SIMPLES EXERCÍCIO DE PURO COMÉRCIO, EM QUE AS IDAS E VINDAS DE PESO SERÃO CONSTANTES (RITMO YO-YO) E OS PREJUÍZOS, PARA O CORPO E A MENTE DA PESSOA, MANIFESTOS.

TRATAMENTO

Antes de mais, gostaria de dizer aos mais incautos e menos bem informados que o conjunto de patologias às quais subjaz esta síndrome, é passível de ser tratado com muito sucesso, o que vale por dizer que não são patologias incuráveis,como alguns pretendem, só porque não conhecem o caminho para a sua cura, e, por isso mesmo, também, essas patologias não têm porque se assumir como crónicas, em definitivo.
Para isso haverá que eliminar o SM subjacente e recuperar as estruturas celulares, através de:

DIETA SAUDÁVEL

– Evitar açúcar refinado, farinhas refinadas, gorduras hidrogenadas, alimentos industriais (especial atenção a esses famigerados cereais de pequeno almoço carregados de açucares, que estão a destruir a saúde dos nossos filhos, por nossa culpa, enquanto pais, diga-se em abono da verdade)
– Manter um equilíbrio óptimo entre a ingestão de hidratos de carbono (provenientes de tubérculos, folhas, frutos e sementes) e a ingestão de proteínas.
– Adequação alimentar genética (dieta do grupo sanguíneo)
– Recuperação do metabolismo (necessidade de avaliar o seu perfil metabólico) e das estruturas celulares
– Adequação bioenergética (alimentos energeticamente adequados à sua individualidade)

EXERCÍCIO FÍSICO
– Individualizado de acordo com o tipo sanguíneo e características individuais.

SUPLEMENTAÇÃO
– Individualizada de acordo com o seu perfil genético, metabólico e bioenergético

INFORME-SE NA NOSSA CLÍNICA SOBRE COMO PODERÁ TRATAR ESTAS PATOLOGIAS E MELHORAR A SUA QUALIDADE DE VIDA!

Discussão

Ainda sem comentários.

Comentar

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Siga no Twitter

  • Animo Tito!! Vais conseguir vencer mais esta batalha... 3 years ago


Arquivos

Categorias

Visitas

  • 5,487

Direitos Reservados

Creative Commons License
©2011

%d bloggers like this: